PRINCÍPIO

“Aquilo que é fácil, é fácil de seguir”.(I Ching)

Seguir princípios é trilhar o caminho. O próprio nome já tudo diz: início, partida, ponto primeiro.

Sem dúvida, às vezes, dispensamos princípios e percorremos descaminhos. Todavia, nos é sempre possível retomar o princípio, e re-iniciar o caminho.

Princípios não são da mesma natureza das leis, apesar de possuírem uma função semelhante: nortear as nossas ações. Leis são menos flexíveis, mais impositivas. Leis demandam obediência, princípios devem ser incorporados. Leis contam com a sanção caso sejam quebradas, princípios, sempre, perdoam.

É por esta razão que princípios para serem vivenciados demandam a decidida entrega de nosso ser integral. Todos os poros e pelos além de nossa alma, em toda sua amplitude.

Outra forma de existência: acordada. Exato, é por isto que princípio e caminho encontram-se imantados, um não existindo sem o outro. Incorporar princípios é percorrer o caminho. Dar os passos na trilha é exercitar os princípios. Absolutamente relativo, pois todos os caminhos são pessoais. Já os princípios estão acessíveis a quem quiser, de coração, praticá-los.

Para terminar, @migos e @migas navegantes. Quais os nossos princípios na rede? Já falei de um: a dependência. Próxima sexta apresento o segundo: a não-violência.

AHIMSA.

© Prof. Guilherme Assis de Almeida

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR SEU LIVRO! Antecipe suas compras de Natal!!! Dê um Livro a quem você ama.

Clique no banner e faça o seu pedido!!! CLIQUE AQUI PARA COMPRAR SEU LIVRO!

Você é o visitante

Página elaborada em 17.11.2000
© Copyright 2000 By Rosana's Art Designer